sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Liturgia diária - 01 de dezembro - Sábado

Primeira leitura (Apocalipse 22,1-7)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João.

A mim, João, 1o anjo do Senhor mostrou-me um rio de água viva, o qual brilhava como cristal. O rio brotava do trono de Deus e do Cordeiro. 2No meio da praça, de cada lado do rio, estão plantadas árvores da vida; elas dão frutos doze vezes por ano; em cada mês elas dão fruto; suas folhas servem para curar as nações. 3Já não haverá maldição alguma. Na cidade estará o trono de Deus e do Cordeiro e seus servos poderão prestar-lhe culto. 4Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. 5Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade. 6Então o anjo disse-me: “Estas palavras são dignas de fé e verdadeiras, pois o Senhor, o Deus que inspira os profetas, enviou o seu Anjo, para mostrar aos seus servos o que deve acontecer muito em breve. 7Eis que eu venho em breve. Feliz aquele que observa as palavras da profecia deste livro”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 94)


— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!
— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!
— Na verdade, o Senhor é o grande Deus, o grande Rei, muito maior que os deuses todos. Tem nas mãos as profundezas dos abismos, e as alturas das montanhas lhe pertencem; o mar é dele, pois foi ele quem o fez, e a terra firme suas mãos a modelaram. 
— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.

Evangelho (Lucas 21,34-36)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.
36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

Programação para o dia de hoje

Dia 30/11/2012 - Sexta-feira

05h00min – Caminhada Penitencial da Igreja Matriz para o Cemitério Municipal e Missa pelos(as) devotos(as) falecidos. 
19h30min – Celebração Eucarística. 
Noiteiros: Mãe Rainha, Rosário Permanente e Setor Centro. 
Responsáveis: Luci e Alzeni. 
Padrinhos de fogos: Vandir e Conceição. 
Padrinhos de flores: José de Anchieta e Ana Maria. 
Madrinhas: Sinete Quintiliano, Salete Evangelista, Lourdes Lima, Lúcia Silva, Julita Cunha, Nilda Ovídio, Maria Jacinta, Lindalva Maria, Cristina Macêdo, Antônia Maria, Maria Aparecida, Francisca Xavier, Maria Francisca, Francisca Pegado, Francisca Ilza, Cinete Amorim, Maria Alzeni, Edinalva Fernandes, Francisca Auxiliadora, Cecília Amélia, Margarida Almeida e Luci. 
Celebrante: Pe. Ailson Bezerra do Nascimento.

Santo do dia - 30 de novembro

Santo André Apóstolo

Hoje a Igreja está em festa, pois celebramos a vida de um escolhido do Senhor para pertencer ao número dos Apóstolos. 

Santo André nasceu em Betsaida, no tempo de Jesus, e de início foi discípulo de João Batista até que aproximou-se do Cordeiro de Deus e com São João, começou a segui-lo, por isso André é reconhecido pela Liturgia como o "protocleto", ou seja, o primeiro chamado: "Primeiro a escutar o apelo, ao Mestre, Pedro conduzes; possamos ao céu chegar, guiados por tuas luzes!" 

Santo André se expressa no Evangelho como "ponte do Salvador", porque é ele que se colocou entre seu irmão Simão Pedro e Jesus; entre o menino do milagre da multiplicação dos pães e Cristo; e, por fim, entre os gentios (gregos) e Jesus Cristo. Conta-nos a Tradição que depois do Batismo no Espírito Santo em Pentecostes, Santo André teria ido pregar o Evangelho na região dos mares Cáspio e Negro. 

Apóstolo da coragem e alegria, Santo André foi fundador das igrejas na Acaia, onde testemunhou Jesus com o seu próprio sangue, já que foi martirizado numa cruz em forma de X, a qual recebeu do santo este elogio: "Salve Santa Cruz, tão desejada, tão amada. Tira-me do meio dos homens e entrega-me ao meu Mestre e Senhor, para que eu de ti receba o que por ti me salvou!" 

Santo André Apóstolo, rogai por nós!

Liturgia diária - 30 de novembro - Sexta-feira

Primeira leitura (Romanos 10,9-18)


Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos, 9se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. 10É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação. 11Pois a Escritura diz: “Todo aquele que nele crer não ficará confundido”. 12Portanto, não importa a diferença entre judeu e grego; todos têm o mesmo Senhor, que é generoso para com todos os que o invocam. 13De fato, todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo. 14Mas como invocá-lo, sem antes crer nele? E como crer, sem antes ter ouvido falar dele? E como ouvir, sem alguém que pregue? 15E como pregar, sem ser enviado para isso?

Assim é que está escrito: “Quão belos são os pés dos que anunciam o bem”. 16Mas nem todos obedeceram à Boa Nova. Pois Isaías diz: “Senhor, quem acreditou em nossa pregação?” 17Logo, a fé vem da pregação e a pregação se faz pela palavra de Cristo. 18Então, eu pergunto: Será que eles não ouviram? Certamente que ouviram, pois “a voz deles se espalhou por toda a terra, e as suas palavras chegaram aos confins do mundo”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 18)


— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.
— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.

— Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia. 
— Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz.

Evangelho (Mateus 4,18-22)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 18quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. 19Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. 20Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. 21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Jesus os chamou. 22Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

AO VIVO


Live Video app for Facebook by Ustream

Mudança na data do Festival de Prêmios


Festa de Nossa Senhora da Conceição em Lajes

Dia 29/11/2012 – Quinta-feira 

05h00min – Caminhada Penitencial da Igreja Matriz passando pelo Setor Alto da Beleza e Alvorada. 
19h30min – Celebração Eucarística. 
Noiteiros: Setor: Alto da Beleza e Alvorada. 
Responsáveis: Maria Ivanilde, Maria Salete, Daiane Fernandes. 
Padrinhos de fogos: Pedro Paulo e Jaqueline Cosme. 
Madrinha de flores: Cecília Amásio e Maria Amásio. 
Padrinhos e Madrinhas: Canindé Almeida e Margarida, Miguel Salviano e Socorro Albuquerque, José Mendes e Eliene, Arimatéia Fernandes e Jane Morais, Valderez e Socorro Amásio, Claugean Rafael e Daniele Marques, Raimundo Anízio e Sônia Maria, Francisca Aparecida e Francisco Henrique, Salete Silva e Lucia de Fátima, Josefa Maria e Eliene, Benilde Melo e Sueli Melo, Francisco de Assis e Maria de Fátima, Neuza Barboza, Maria das Dores, Maria José Martins, Daiane Fernandes. 
Celebrante: Dom Matias Patrício de Macedo.

Católicos iniciam Festa de sua Padroeira

A comunidade católica da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição que tem as cidades de Lajes, Caiçara do Rio dos Ventos e Pedra Preta iniciaram ontem a festa da padroeira, um momento de fé na vida cristã.

Uma gigantesca carreata que saiu com a imagem peregrina da cidade de Caiçara e que ganhou as ruas de Lajes até a igreja Matriz quando foi recebida por uma multidão.

O administrador paroquial, Pe. Zezinho, junto com o prefeito de Lajes, Benes Leocádio, o prefeito de Caiçara, Edson Barbosa e mais a articuladora da comunidade de Pedra Preta fizeram o hasteamento das bandeiras que ficarão até o dia 8 de dezembro.

Durante a Celebração Eucarística, Pe. Zezinho falou sobre o tema da festa deste ano que destaca o modelo que a mãe de Jesus é para os seguidores do seu filho. Pe. Zezinho também fez questão de agradecer a participação de todos os fiéis, aos colaboradores, e pediu para que a comunidade esteja presente nas noites de festa participando de todos os momentos.

Fotos: Robson Oliveira

Mais fotos no Facebook da Paróquia

Santo do dia - 29 de novembro

São Francisco Antônio Fasani

O santo de hoje nasceu em Lucera (Itália), a 6 de agosto de 1681, e lá morreu a 29 de novembro de 1742. Foi beatificado no dia 15 de abril de 1951 e canonizado a 13 de abril de 1986 pelo Papa João Paulo II. Fez os estudos no convento dos Frades Menores Conventuais. Sentindo o chamamento divino, ingressou no noviciado da mesma Ordem. Fez a profissão em 1696 e a 19 de setembro de 1705 recebeu a Ordenação Sacerdotal. Doutorou-se em Teologia e tornou-se exímio pregador e diretor de almas. Exerceu os cargos de Superior do convento de Lucera e de Ministro Provincial. 

"Ele fez do amor, que nos foi ensinado por Cristo, o parâmetro fundamental da sua existência. O critério basilar do seu pensamento e da sua ação. O vértice supremo das suas aspirações", afirmou o Papa João Paulo II a respeito de São Fasani.

São Fasani apresenta-se-nos de modo especial como modelo perfeito de Sacerdote e Pastor de almas. Por mais de 35 anos, no início do século XVIII, São Francisco Fasani dedicou-se, em Lucera, e também nos territórios ao redor, às mais diversificadas formas de ministério e do apostolado sacerdotal.

Verdadeiro amigo do seu povo, ele foi para todos irmão e pai, eminente mestre de vida, por todos procurado como conselheiro iluminado e prudente, guia sábio e seguro nos caminhos do Espírito, defensor dos humildes e dos pobres. Disto é testemunho o reverente e afetuoso título com que o saudaram os seus contemporâneos e que ainda hoje é familiar ao povo de Lucera: ele, outrora como hoje, é sempre para eles o "Pai Mestre".

Como Religioso, foi um verdadeiro "ministro" no sentido franciscano, ou seja, o servo de todos os frades: caridoso e compreensivo, mas santamente exigente quanto à observância da Regra, e de modo particular em relação à prática da pobreza, dando ele mesmo incensurável exemplo de regular observância e de austeridade de vida. 

São Francisco Antônio Fasani, rogai por nós!

Liturgia diária - 29 de novembro - Quinta-feira

Primeira leitura (Apocalipse 18,1-2.21-23; 19,1-3.9a)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Eu, João, 18,1vi outro anjo descendo do céu. Tinha grande poder, e a terra ficou toda iluminada com a sua glória. 2Ele gritou com voz poderosa: “Caiu! Caiu Babilônia, a grande! Tornou-se morada de demônios, abrigo de todos os espíritos maus, abrigo de aves impuras e nojentas. 21Nessa hora, um anjo poderoso levantou uma pedra do tamanho de uma grande pedra de moinho e atirou-a ao mar, dizendo: “Com esta força será lançada Babilônia, a Grande Cidade, e nunca mais será encontrada. 22E o canto de harpistas e músicos, de flautistas e tocadores de trombeta, em ti nunca mais se ouvirá; e nenhum artista de arte alguma em ti jamais se encontrará; e o canto do moinho em ti nunca mais se ouvirá; 23e a luz da lâmpada em ti nunca mais brilhará; e a voz do esposo e da esposa em ti nunca mais se ouvirá, porque os teus comerciantes eram os grandes da terra, e com magia tu enfeitiçaste todas as nações. 19,1Depois disso, ouvi um forte rumor, de uma grande multidão no céu, que clamava: “Aleluia! A salvação, a glória e o poder pertencem a nosso Deus, 2porque seus julgamentos são verdadeiros e justos. Sim, Deus julgou a grande prostituta que corrompeu a terra com sua prostituição, e vingou nela o sangue dos seus servos”. 3E repetiram: “Aleluia! A fumaça dela fica subindo para toda a eternidade!” 9aE um anjo me disse: “Escreve: Felizes são os convidados para o banquete das núpcias do Cordeiro”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 99)


— São bem-aventurados os que foram convidados para a Ceia Nupcial das bodas do Cordeiro!
— São bem-aventurados os que foram convidados para a Ceia Nupcial das bodas do Cordeiro!

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!
— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.
— Entrai por suas portas dando graças, e em seus átrios com hinos de louvor; dai-lhe graças, seu nome bendizei!
— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor é fiel eternamente!

Evangelho (Lucas 21,20-28)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 20“Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. 21Então, os que estiverem na Judeia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. 22Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras. 
23Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. 24Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete. 25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Festa da padroeira de Lajes

Hoje tem início mais uma festa da Padroeira de Lajes. Como já é tradicional, a imagem de Nossa Senhora está em Caiçara do Rio dos Ventos e vem em carreata para a nossa cidade, saindo de lá às 18h.

O nosso pároco convida a todos os motoristas a se dirigirem para Caiçara e fazermos uma bonita carreata.

Veja a programação para o dia de hoje:

Dia 28/11/2012 – Quarta-feira

18h00min – Saída em carreata da Imagem Peregrina de Caiçara do Rio do Vento passando por todos os bairros da cidade de Lajes. 
19h00min – Hasteamento das Bandeiras. 
19h30min – Missa de Abertura. 
Noiteiros: Pastoral do Dízimo, Terço das Mulheres e Pastoral da Criança. 
Responsáveis: Netinha Salviano e Maria José. 
Padrinhos e Madrinhas: Pastoral do Dízimo, Marluce, Alcenira, Rede de Postos Odon, Vital e Graciele, Deti e Socorro, Pretinha e Natália. 
Celebrante: Pe. José Roberto da Rocha.

Megaeventos no Brasil alerta para os cuidados com crianças e adolescentes

conandaO Brasil vai receber a partir do próximo ano, eventos de grande porte como a Copa das Confederações em 2013, Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016, preocupados com a garantida dos direitos das crianças e adolescentes o Conanda ( conselho Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente) disponibilizou Consulta Pública sobre os parâmetros para a proteção dessa faixa etária nesse período de megaevento.

A mobilização do Conanda tem por objetivo mobilizar as pessoas e garantir os direitos que ajudam a minimizar e ou erradicar os efeitos desses grandes eventos na violação dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes.

As pessoas podem conferir a Minuta de Resolução da Copa e apresentar propostas para os Parâmetros de proteção no site da ONU ( organização das nações Unidas).

As propostas devem ser até o próximo dia 7 de dezembro de 2012 para o e-mail conanda@sdh.gov.br com o assunto: Consulta Pública sobre Resolução da Copa.

Do Portal Aparecida com informações da UNICEF

Santo do dia - 28 de novembro

São Tiago da Marca

O santo de hoje morreu dizendo "Jesus, Maria, bendita Paixão de Jesus", isto porque sua vida toda foi dedicada para a causa do Evangelho. Tiago da Marca nasceu no ano 1391 numa aldeia da Marca de Ancona, Itália. Recebeu no Batismo o nome de Domingos. Tendo morrido seu pai e sua mãe, ficou aos cuidados de um homem rico que o encaminhou para trabalhos administrativos. Desta forma, São Tiago conheceu a iniquidade do mundo, tomando a decisão de se retirar para um convento.

Quando despertou para a vocação à vida Consagrada, São Tiago pensou em entrar para os Cartuxos, mas ao viajar para Babiena, na Toscana, ficou tão edificado com os diálogos que travou com os franciscanos, que resolveu entrar para a Família de São Francisco de Assis. Recebeu o hábito, tomando o nome de Tiago, no Convento de Nossa Senhora dos Anjos, perto de Assis, onde, pouco tempo depois, fez profissão.

Dormia apenas três horas por noite; e passava o restante da noite na meditação das coisas celestes. Nunca comia carne, jejuava inviolavelmente as sete quaresmas de S. Francisco. Todos os dias se disciplinava com rigor. A única pena que sentia era não poder dedicar-se à pregação, único emprego que desejava na sua Ordem. Para conseguir o que tanto desejava, foi a Nossa Senhora do Loreto, celebrou a Santa Missa e, depois da consagração, a Santíssima Virgem apareceu-lhe a dizer que a sua oração tinha sido ouvida.

Começou a pregar com tanto fervor que nunca subia ao púlpito sem tocar os corações mais endurecidos, fazendo muitas conversões miraculosas. Foi associado a São João Capistrano para pregar a Cruzada contra os turcos que, tendo-se apoderado de Constantinopla, enchiam de terror toda a cristandade. Foi tal o seu zelo por esta ocasião que se lhe pode atribuir em grande parte o sucesso desta gloriosa empreitada.

Como sacerdote dedicou-se nas pregações populares onde, de modo simples, vivo e eficaz, evangelizava e espalhava a Sã Doutrina Católica em diversas regiões da Europa. São Tiago anunciava, mas também denunciava toda opressão social, pois os negociantes e mercadores tiranizavam o povo com empréstimos de juros sem fim, por causa disso o santo fundou os bancos populares que emprestavam com juros mínimos. Por fim, São Tiago se instalou em Nápoles onde teve a revelação que aí terminaria seus dias, como de fato aconteceu a 28 de novembro de 1476, isto depois de ser atingido por uma doença mortal. Foi canonizado em 1726 pelo Papa Bento XIII. 

São Tiago da Marca, rogai por nós!

Liturgia diária - 28 de novembro - Quarta-feira

Primeira leitura (Apocalipse 15,1-4)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Eu, João, 1vi no céu outro sinal, grande e admirável: sete anjos, com as sete últimas pragas. Com elas o furor de Deus ia-se consumar. 2Vi também como que um mar de vidro misturado com fogo. Sobre este mar estavam, de pé, todos aqueles que saíram vitoriosos do confronto com a besta, com a imagem dela e com o número do nome da besta. Seguravam as harpas de Deus. 3Entoavam o cântico de Moisés, o servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: “Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações! 4Quem não temeria, Senhor, e não glorificaria o teu nome? Só tu és santo! Todas as nações virão prostrar-se diante de Ti, porque tuas justas decisões se tornaram manifestas”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 97)


— Como são grandes e admiráveis vossas obras, ó Senhor e nosso Deus onipotente!
— Como são grandes e admiráveis vossas obras, ó Senhor e nosso Deus onipotente!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.
— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel. 
— Aplauda o mar com todo ser que nele vive, o mundo inteiro e toda gente! As montanhas e os rios batam palmas e exultem de alegria.
— Na presença do Senhor, pois ele vem, vem julgar a terra inteira. Julgará o universo com justiça e as nações com equidade.

Evangelho (Lucas 21,12-19)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!” 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Apóia nossa transmissão


Coordenadora nacional da Pastoral da Criança visita o RN

A coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Irmã Vera Lúcia Altoé, visitará o Rio Grande do Norte, no período de 29 de novembro a 2 de dezembro. No dia 30, sexta-feira próxima, a partir das 14 horas, na Catedral Metropolitana, ela se encontrará com os líderes da Pastoral da Criança de todas as paróquias da Arquidiocese de Natal. O encontro será encerrado às 16h, com celebração eucarística, presidida pelo Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, concelebrada pelo assistente eclesiástico da Pastoral, Padre Antônio Gomes da Silva.

No dia primeiro de dezembro, Irmã Vera irá à Diocese de Mossoró. Lá, na parte da manhã, ela também se encontrará com os líderes da Pastoral da Criança, das paróquias da Região Oeste do Estado. À tarde, na cidade de São Rafael, terá encontro com os líderes da Área de Itajá. À noite, em São Rafael, participará do novenário da festa da padroeira, Nossa Senhora da Conceição.

No dia 2, a religiosa estará em Caicó, onde participará das festividades dos 25 anos da Pastoral da Criança na região do Seridó. Na ocasião, também serão celebrados os 15 anos de ordenação do Diácono Francisco Teixeira, primeiro coordenador diocesano e ex-coordenador estadual da Pastoral da Criança. Em Caicó, o encontro será aberto, às 8h30, com missa, presidida por Dom Heitor de Araújo Sales. Ele, quando bispo de Caicó, foi o responsável por levar a Pastoral da Criança para aquela Diocese seridoense.

Na Arquidiocese de Natal e nas Dioceses de Caicó e de Mossoró, Irmã Vera Altoé falará para os líderes sobre a missão da Pastoral da Criança. Depois do Rio Grande do Norte, ela cumprirá agenda no estado de Pernambuco. Irmã Vera reside em Curitiba (PR), onde está situada a sede nacional da Pastoral da Criança.

Paróquia divulga a programação para a festa de Nossa Senhora da Conceição


CONVITE 

Caríssimos irmãos e irmãs na fé! 

Estamos a celebrar a Festa de nossa Excelsa Padroeira Nossa Senhora da Conceição, neste ano de 2012. Este momento é oportuno de testemunhar publicamente a fé no Deus em quem nós acreditamos. “Feliz és tu que creste”, Palavras de Izabel a Maria, e que remete a cada um de nós que acredita e diz sim ao projeto do Pai para a construção de um mundo novo, de paz, justiça e fraternidade. 

Vamos juntos fazer uma grande festa para glorificar com Maria ao Senhor que por nós faz maravilhas. 

Boa Festa a todos! 

Pe. José Roberto da Rocha 
Administrador Paroquial 

PROGRAMAÇÃO

Dia 28/11/2012 – Quarta-feira 
18h00min – Saída em carreata da Imagem Peregrina de Caiçara do Rio do Vento passando por todos os bairros da cidade de Lajes.
19h00min – Hasteamento das Bandeiras. 
19h30min – Missa de Abertura. 
Noiteiros: Pastoral do Dízimo, Terço das Mulheres e Pastoral da Criança. 
Responsáveis: Netinha Salviano e Maria José. 
Padrinhos e Madrinhas: Pastoral do Dízimo, Marluce, Alcenira, Rede de Postos Odon, Vital e Graciele, Deti e Socorro, Pretinha e Natália. 
Celebrante: Pe. José Roberto da Rocha. 


Santo do dia - 27 de novembro

Santa Catarina Labouré

Celebramos neste dia o testemunho de vida cristã e mariana daquela que foi privilegiada com a aparição de Nossa Senhora, a qual deu origem ao título de Nossa Senhora das Graças ou da Medalha Milagrosa. 

Santa Catarina de Labouré nasceu em Borgonha (França) a 2 de maio de 1806. Era a nona filha de uma família que, como tantas outras, sofria com as guerras napoleônicas. 

Aos 9 anos de idade, com a morte da mãe, Catarina assumiu com empenho e maternidade a educação dos irmãos, até que ao findar desta sua missão, colocou-se a serviço do Bom Mestre, quando consagrou-se a Jesus na Congregação das Filhas da Caridade. 

Aconteceu que, em 1830, sua vida se entrelaçou mais intimamente com os mistérios de Deus, pois a Virgem Maria começa a aparecer a Santa Catarina, a fim de enriquecer toda a Igreja e atingir o mundo com sua Imaculada Conceição, por isso descreveu Catarina: 

"A Santíssima Virgem apareceu ao lado do altar, de pé, sobre um globo com o semblante de uma senhora de beleza indizível; de veste branca, manto azul, com as mãos elevadas até à cintura, sustentava um globo figurando o mundo encimado por uma cruzinha. A Senhora era toda rodeada de tal esplendor que era impossível fixá-la. O rosto radiante de claridade celestial conservava os olhos elevados ao céu, como para oferecer o globo a Deus. A Santíssima Virgem disse: Eis o símbolo das graças que derramo sobre todas as pessoas que mas pedem''. 

Nossa Senhora apareceu por três vezes a Santa Catarina Labouré. Na terceira aparição, Nossa Senhora insiste nos mesmos pedidos e apresenta um modelo da medalha de Nossa Senhora das Graças. Ao final desta aparição, Nossa Senhora diz: "Minha filha, doravante não me tornarás a ver, mas hás-de ouvir a minha voz em tuas orações".

Somente no fim do ano de 1832, a medalha que Nossa Senhora viera pedir foi cunhada e espalhada aos milhões por todo o mundo.

Como disse Sua Santidade Pio XII, esta prodigiosa medalha "desde o primeiro momento, foi instrumento de tão numerosos favores, tanto espirituais como temporais, de tantas curas, proteções e sobretudo conversões, que a voz unânime do povo a chamou desde logo medalha milagrosa". 

Esta devoção nascida a partir de uma Providência Divina e abertura de coração da simples Catarina, tornou-se escola de santidade para muitos, a começar pela própria Catarina que muito bem soube se relacionar com Jesus por meio da Imaculada Senhora das Graças. 

Santa Catarina passou 46 anos de sua vida num convento, onde viveu o Evangelho, principalmente no tocante da humildade, pois ninguém sabia que ela tinha sido o canal desta aprovada devoção que antecedeu e ajudou na proclamação do Dogma da Imaculada Conceição de Nossa Senhora em 1854. 

Já como cozinheira e porteira, tratando dos velhinhos no hospício de Enghien, em Paris, Santa Catarina assumiu para si o viver no silêncio, no escondimento, na humildade. Enquanto viveu, foi desconhecida.

Santa Catarina Labouré entrou no Céu a 31 de dezembro de 1876, com 70 anos de idade.

Foi beatificada em 1933 e canonizada em 1947 pelo Papa Pio XII. 

Santa Catarina Labouré, rogai por nós!

Liturgia diária - 27 de novembro - Terça-feira

Primeira leitura (Apocalipse 14,14-19)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Eu, João, 14na minha visão, vi uma nuvem branca e sentado na nuvem alguém que parecia um “filho de homem”. Tinha na cabeça uma coroa de ouro e, nas mãos, uma foice afiada. 15Saiu do Templo outro anjo, gritando em alta voz para aquele que estava sentado na nuvem: “Lança tua foice, e ceifa. Chegou a hora da colheita. A seara da terra está madura!” 16E aquele que estava sentado na nuvem lançou a foice, e a terra foi ceifada. 17Então saiu do templo que está no céu mais um anjo. Também ele tinha nas mãos uma foice afiada. 18E saiu, de junto do altar, outro anjo ainda, aquele que tem o poder sobre o fogo. Ele gritou em alta voz para aquele que segurava a foice afiada: “Lança a foice e colhe os cachos da videira da terra, porque as uvas já estão maduras”. 19E o anjo lançou a foice afiada na terra, e colheu as uvas da videira da terra. Depois, despejou as uvas no grande lagar do furor de Deus. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 95)


— O Senhor vem julgar nossa terra.
— O Senhor vem julgar nossa terra. 

— Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!” Ele firmou o universo inabalável, e os povos ele julga com justiça.
— O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas.
— Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.

Evangelho (Lucas 21,5-11)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 5algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: 6“Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”. 7Mas eles perguntaram: “Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer?” 8Jesus respondeu: “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ E ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais essa gente! 9Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim”. 10E Jesus continuou: “Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. 11Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

PASCOM Lajes Participa de Encontro Arquidiocesano.

Cacilda Medeiros, Pe. Edilson Nobre e Verônica Barros
A PASCOM da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, representada pelo agente Tácio Fernandes, esteve presente no Encontro de Avaliação e Planejamento Arquidiocesano da PASCOM, realizado nos dias 24 e 25 de novembro no Centro de Treinamento de Ponta Negra João Paulo II. 
Grupo de trabalho do 5º, 6º e 7º Zonal
No primeiro dia a coordenação da PASCOM da Arquidiocese de Natal apresentou um detalhado relatório de como esta a PASCOM nas paróquias da Arquidiocese. Logo após os participantes foram divididos em grupos para discutir e elaborar soluções para os problemas relatados no relatório. No segundo momento foi de planejamento para o ano de 2013, onde os comunicadores de todas as paróquias viram a importância de fazer seu próprio planejamento seguindo os passos traçados no encontro. A noite foi realizado uma confraternização com churrasco, música ao vivo que serviu para estreitar os laços entre as paróquias. 

No domingo houve uma explanação sobre o 8º Mutirão Brasileiro de Comunicação, apresentado Pe. Edilson Nobre, esse evento será realizado em Natal de 27/10 a 01/11/2013. Encerrando as informações a Coordenadora da PASCOM Cacilda Medeiros mostrou a importância da ECAN (Escola da Comunicação) na formação dos agentes da PASCOM.
O encontro foi encerrado com a Celebração da Santa Missa celebrada pelo Pe. Edilson Nobre e Concelebrada pelo Diácono Jose Bezerra e com o almoço.  

Santo do dia - 26 de novembro

São Leonardo de Porto Maurício

Lembramos hoje a santidade do sacerdote que, pela sua vida e missão, mereceu ser constituído pelo Papa Pio XI, como Patrono dos sacerdotes que, em qualquer parte da terra, se consagram às missões populares católicas. São Leonardo, o grande missionário do século XVIII, como lhe chamou Santo Afonso Maria de Ligório, nasceu em Porto Maurício, perto de Gênova, Itália, a 20 de dezembro de 1676. Aconteceu que Leonardo perdeu muito cedo sua mãe, tendo sido criado e educado pelo seu tio. Encontrou cedo sua vocação ao Sacerdócio, por isso, ao renunciar a si mesmo, foi para Roma formar-se no Colégio da Companhia de Jesus. Por causa da sua inocência e sólida virtude, conquistou a simpatia e a alta consideração de seus superiores, que nele viam outro angélico Luís Gonzaga. Entrou para a Ordem Franciscana, no Convento de São Boaventura, e com 26 anos já era Padre. Começou a vivenciar toda a riqueza do Evangelho e a radicalidade típica dos imitadores de Francisco, por isso ocupou posições cada vez maiores no serviço à Ordem, à Igreja e para com todos. Devoto da Virgem Maria, que lhe salvou a vida num tempo de incurável doença (tuberculose), São Leonardo de Porto Maurício era devotíssimo do Sagrado Coração de Jesus na forma da adoração ao Jesus Eucarístico. 

Foi, no século XVIII, o grande apóstolo do santo exercício da Via-Sacra. Era um grande amante da pobreza radical e franciscana. Toda a vida, penitências e orações de São Leonardo convergiam para a salvação das almas. Era tal a unção, a caridade ardente e o entusiasmo que repassava em suas pregações, que o célebre orador Bapherini, encanecido já no exercício da palavra, sendo enviado por Clemente XII a ouvir os sermões de Leonardo para depois o informar a este respeito, desempenhou-se da sua missão dizendo "que nunca ouvira pregador mais arrebatador, que o efeito de seus discursos era irresistível, que ele próprio não pudera reter as lágrimas". São Leonardo era digno sucessor de Santo Antônio de Lisboa, de São Bernardino de Sena e de São João Capistrano. O próprio Pontífice Bento XIV quis ouvir o famoso missionário, e para isso chamou-o a Roma, em 1749, a fim de preparar os fiéis para o Ano Santo. Depois de derramar-se por Deus e pelos outros, São Leonardo de Porto Maurício, não se tornou mártir, como tão desejava, mas deu toda sua vida no dia-a-dia até adoecer e entrar no Céu a 26 de novembro de 1751, no Convento de São Boaventura, em Roma, onde, 54 anos antes, se consagrara ao Senhor sob o burel de São Francisco. Não se limitou apenas à pregação o ilustre missionário de Porto Maurício; deixou também vasta coleção de escritos, publicados a princípio isoladamente, e reunidos depois numa grande edição, que prolonga no futuro a sua prodigiosa ação missionária, não apenas dentro das fronteiras da Itália, mas cujo âmbito é todo o mundo civilizado, pelas traduções feitas em quase todas as línguas cultas. Estes escritos constituem, em geral, um rico tesouro de verdades ascéticas e ensinamentos morais e homiléticos.

São Leonardo de Porto Maurício, rogai por nós!

Liturgia diária - 26 de novembro - Segunda-feira

Primeira leitura (Apocalipse 14,1-3.4b-5)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João.

Eu, João, 1tive esta visão: O Cordeiro estava de pé sobre o monte Sião. Com ele, os cento e quarenta e quatro mil que tinham a fronte marcada com o nome dele e o nome do seu Pai. 2Ouvi uma voz que vinha do céu; parecia o barulho de águas torrenciais e o estrondo de um forte trovão. O ruído que ouvi era como o som de músicos tocando harpa. 3Estavam diante do trono, diante dos quatro Seres vivos e dos Anciãos, e cantavam um cântico novo. Era um cântico que ninguém podia aprender; só os cento e quarenta e quatro mil marcados, que foram resgatados da terra. 4bEles seguem o Cordeiro aonde quer que vá. Foram resgatados do meio dos homens, como primeira oferta a Deus e ao Cordeiro. 5Na sua boca nunca foi encontrada mentira. São íntegros! 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 23)


— É assim a geração dos que buscam vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.
— É assim a geração dos que buscam vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.

— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável. 
— “Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?”
— “Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime.
— Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador”.
— “É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face”.

Evangelho (Lucas 21,1-4)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disso, ele disse: “Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 25 de novembro de 2012

Solenidade de Cristo Rei

Neste domingo , 25, a Igreja celebra a solenidade de Cristo Rei. Para os católicos, esta festa marca o encerramento do ano litúrgico, ou seja, para a Igreja é iniciado um novo tempo da liturgia.

Em 2012, os católicos foram convidados a acompanhar as leituras que marcam o Ano B da liturgia; assim, para o próximo ano, será refletido o Ano C. Segundo o sacerdote da Comunidade Canção Nova, padre Adriano Zandoná, este é um momento muito especial e significativo, porque faz com que a Igreja sinalize o aspecto do reinado de Jesus Cristo.

“Cristo foi humilhado, crucificado e sofreu em sua vida terrena, mas, como diz a Carta de São Paulo aos Felipenses, no capítulo 2: ‘Deus o exaltou e lhe deu um nome que está acima de todo nome e que todo joelho se dobrará no céu, na terra e no inferno diante do nome de Jesus, porque mesmo Ele ter sofrido na carne a sua Paixão para nós salvar Deus o exaltou e o fez Rei por todo o universo’”, disse padre Zandoná.

O sacerdote ainda ressaltou algo interessante sobre esta solenidade, pois além de festejarmos a festa do reinado de Jesus Cristo também encerramos o Ano Litúrgico da Igreja.

“A liturgia da Igreja se encerra antes do ano civil; desta forma, vamos iniciar o Ano C com enfoques específicos nos Evangelhos e em todas as leituras. A liturgia não é uma coisa morta, mas dinâmica; e, a cada tempo, ressalta um peculiaridade do mistério da salvação e redenção de Jesus”, explicou o padre.

Na próxima semana, a Igreja inicia o Tempo do Advento, ou seja, um momento de preparação para o nascimento do Salvador.

Da Canção Nova

Santo do dia - 25 de novembro

Santa Catarina de Alexandria

Neste dia lembramos a vida desta santa que é inspiradora e protetora de um Estado brasileiro: Santa Catarina. Nascida em Alexandria, recebeu uma ótima formação cristã. É uma das mais célebres mártires dos primeiros séculos, um dos Santos Auxiliadores. O pai, diz a lenda, era Costes, rei de Alexandria. Ela própria era, aos 17 anos, a mais bonita e a mais sábia das jovens de todo o império; esta sabedoria levou-a a ser muitas vezes invocada pelos estudantes. Anunciou que desejava casar-se, contanto que fosse com um príncipe tão belo e tão sábio como ela. Esta segunda condição embargou que se apresentasse qualquer pretendente.

"Será a Virgem Maria que te procurará o noivo sonhado", disse-lhe o ermitão Ananias, que tinha revelações. Maria aparece, de fato, a Catarina na noite seguinte, trazendo o Menino Jesus pela mão. "Gostas tu d'Ele?", perguntou Maria. -"Oh, sim". -"E tu, Jesus, gostas dela?" -"Não gosto, é muito feia". Catarina foi logo ter com Ananias: "Ele acha que sou feia", disse chorando. -"Não é o teu corpo, é a tua alma orgulhosa que Lhe desagrada", respondeu o eremita. Este instruiu-a sobre as verdades da fé, batizou-a e tornou-a humilde; depois disto, tendo-a Jesus encontrado bela, a Virgem Santíssima meteu aos dois o anel no dedo; foi isto que se ficou chamando desde então o "casamento místico de Santa Catarina".

Ansiosa de ir ter com o seu Esposo celestial, Catarina ficou pensando unicamente no martírio. Conta-se que ela apresentou-se em nome de Deus, diante do perseguidor, imperador Maxêncio, a fim de repreendê-lo por perseguir aos cristãos e demonstrar a irracionalidade e inutilidade da religião pagã. Santa Catarina, conduzida pelo Espírito Santo e com sabedoria, conseguiu demonstrar a beleza do seguimento de Jesus na sua Igreja. Incapaz de lhe responder, Maxêncio reuniu para a confundir os 50 melhores filósofos da província que, além de se contradizerem, curvaram-se para a Verdade e converteram-se ao Cristianismo, isto tudo para a infelicidade do terrível imperador. 

Maxêncio mandou os filósofos serem queimados vivos, assim como à sua mulher Augusta, ao ajudante de campo Porfírio e a duzendos oficiais que, depois de ouvirem Catarina, tinham-se proclamado cristãos. Após a morte destes, Santa Catarina foi provada na dor e aprovada por Deus no martírio, tendo sido sacrificada numa máquina com quatro rodas, armadas de pontas e de serras. Isto aconteceu por volta do ano 305. O seu culto parece ter irradiado do Monte Sinai; a festa foi incluída no calendário pelo Papa João XXII (1316-1334).

Santa Catarina de Alexandria, rogai por nós!

Liturgia diária - 25 de novembro - Domingo

Primeira leitura (Daniel 7,13-14)


Leitura da Profecia de Daniel: 

13“Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 
14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam; seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 92)


— Deus é Rei e se vestiu de majestade,/ glória ao Senhor! 
— Deus é Rei e se vestiu de majestade,/ glória ao Senhor!

— Deus é Rei e se vestiu de majestade,/ revestiu-se de poder e de esplendor!
— Vós firmastes o universo inabalável,/ vós firmastes vosso trono desde a origem,/ desde sempre, ó Senhor, vós existis! 
— Verdadeiros são os vossos testemunhos,/ refulge a santidade em vossa casa,/ pelos séculos dos séculos, Senhor!

Segunda leitura (Apocalipse 1,5-8)


Leitura do Livro do Apocalipse: 

5Jesus Cristo é a testemunha fiel, o primeiro a ressuscitar dentre os mortos, o soberano dos reis da terra. A Jesus, que nos ama, que por seu sangue nos libertou dos nossos pecados 6e que fez de nós um reino, sacerdotes para seu Deus e Pai, a ele a glória e o poder, em eternidade. Amém. 
7Olhai! Ele vem com as nuvens, e todos os olhos o verão, também aqueles que o traspassaram. Todas as tribos da terra baterão no peito por causa dele. Sim. Amém!
8“Eu sou o Alfa e o Ômega”, diz o Senhor Deus, “aquele que é, que era e que vem, o Todo-poderoso”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Evangelho (João 18,33b-37)


— O Senhor esteja convosco. 
— Ele está no meio de nós. 
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 33bPilatos chamou Jesus e perguntou-lhe: “Tu és o rei dos judeus?”
34Jesus respondeu: “Estás dizendo isto por ti mesmo, ou outros te disseram isto de mim?”
35Pilatos falou: “Por acaso sou judeu? O teu povo e os sumos sacerdotes te entregaram a mim. Que fizeste?”
36Jesus respondeu: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui”. 
37Pilatos disse a Jesus: “Então tu és rei?” 
Jesus respondeu: “Tu o dizes: eu sou rei. Eu nasci e vim ao mundo para isto: para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz”.

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 24 de novembro de 2012

Dom Jaime publica decreto sobre o Ano da Fé

DOM JAIME VIEIRA ROCHA
Por mercê de Deus e da Sé Apostólica
Arcebispo de Natal

DECRETO n° 06/2012

ANO DA FÉ NA ARQUIDIOCESE DE NATAL

Considerando que o Santo Padre Bento XVI proclamou o ano da Fé, de 11 de outubro passado a 24 de novembro de 2013, onde tenciona convidar o Povo de Deus, do qual é Pastor universal, ass
im como os irmãos Bispos de todo o orbe, para que se unam ao Sucessor de Pedro, no tempo de graça espiritual que o Senhor nos oferece, a fim de comemorar o dom precioso da fé.

Ao longo de todo o Ano da fé, poderão alcançar a Indulgência plenária da pena temporal para os próprios pecados, concedida pela misericórdia de Deus, aplicável em sufrágio pelas almas dos fiéis defuntos, a todos os fiéis deveras arrependidos, que se confessem de modo devido, comunguem sacramentalmente e orem segundo as intenções do Sumo Pontífice:

1º) cada vez que participarem em pelo menos três momentos de pregações durante as Missões Sagradas, ou então em pelo menos três lições sobre os Documentos do Concílio Vaticano II e sobre os Artigos do Catecismo da Igreja Católica, em qualquer igreja ou lugar idôneo;

2º) cada vez que visitarem em forma de peregrinação uma Basílica Papal, uma catacumba cristã, uma Igreja Catedral, um lugar sagrado; Ficam designados na nossa Arquidiocese de Natal os seguintes lugares: Catedral de Nossa Senhora da Apresentação - Tirol, Matriz de Nossa Senhora da Apresentação – Cidade Alta, Santuário de Nossa Senhora das Graças e Santa Teresinha - Tirol, Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, onde estão os restos mortais do Pe. João Maria - Petrópolis, Santuário dos Santos Reis - Bairro dos Santos Reis, Santuário dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu - Bairro de Nazaré, Santuário dos Mártires em Uruaçu – São Gonçalo do Amarante, Santuário da Chama do Amor - Mártires de Cunhaú – Canguaretama, Santuário de Santa Rita de Cássia – Santa Cruz e a Igreja Matriz do Bom Jesus dos Navegantes de Touros que será elevada à condição de Santuário no início do próximo ano.

3º) cada vez que, nos dias determinados pelo Ordinário do lugar, em qualquer lugar sagrado participarem numa solene celebração eucarística ou na liturgia das horas, acrescentando a Profissão de Fé de qualquer forma legítima. Ficam determinados os seguintes dias: 22 de fevereiro – Cátedra de São Pedro, 31 de março – Páscoa do Senhor, 30 de maio – Corpus Christi, 30 de junho – Solenidade de São Pedro e São Paulo, 16 de julho – Morticínio de Cunhaú - 03 de outubro – Protomártires do Brasil , 21 de novembro – Nossa Senhora da Apresentação, 24 de novembro – encerramento do Ano da fé e ainda mais o dia do padroeiro(a) de cada paróquia.

O presente Decreto tem validade unicamente para o Ano da fé.

Dado e passado nesta Arquiepiscopal Cidade do Natal, aos vinte e um dias do mês de novembro na Festa de Nossa Senhora da Apresentação, do ano do Senhor de dois mil e doze, sob o nosso sinal e selo de nossa chancelaria.

Dom Jaime Vieira Rocha
ARCEBISPO METROPOLITANO

Pe. Valtair Lira Lucas
CHANCELER

CÚRIA METROPOLITANA
LIVRO DE DECRETOS DE CRIAÇÃO DE PARÓQUIAS – n. 06, fl. 48

Santo do dia - 24 de novembro

Santo André Dung-Lac e companheiros mártires

Neste dia comemoramos a santidade dos 117 mártires vietnamitas que testemunharam seu amor a Cristo, tanto na vida como na morte. O Papa João Paulo II, em 1988, canonizou na verdade alguns, dos muitos ousados na fé, que se encontram entre o período de 1830 até 1870.

O Vietnã conheceu a Boa-nova de Jesus Cristo no século XVI, e o acolheu em sua integridade: "Então, entregar-vos-ão à aflição, matar-vos-ão, sereis odiados por todos os pagãos por causa do meu nome...mas quem perseverar até o fim, este será salvo". (Mt 24,9-13) 

Santo André Dung-Lac, era de família pobre, reconheceu a riqueza do Dom Sacerdotal e foi ordenado Padre em 1823; em meio às perseguições desejava ardentemente testemunhar Jesus Cristo com o martírio, pois dizia que "aqueles que morrem pela fé sobem ao céu". 

Na Ásia, iniciou-se grande perseguição aos cristãos. De 1625 a 1886, os governantes tudo fizeram para despertar o ódio e a vingança contra a religião cristã e àqueles que anunciavam o Evangelho ou tornavam-se cristãos. Mas, quanto mais os perseguiam, mais aumentava o fervor dos cristãos. Esse período culminou com a morte de 117 santos: Sacerdotes, Bispos, pais de famílias, jovens, crianças, catequistas, seminaristas, militares. Todos estes mostrando a universalidade do chamado à Santidade com o próprio sangue. 

Santo André Dung-Lac e companheiros mártires, rogai por nós!

Liturgia diária - 24 de novembro - Sábado

Primeira leitura (Apocalipse 11,4-12)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Disseram a mim, João: 4Essas duas testemunhas são as duas oliveiras e os dois candelabros, que estão diante do Senhor da terra. 5Se alguém quiser fazer-lhes mal, um fogo sairá da boca delas e devorará seus inimigos. Sim, se alguém quiser fazer-lhes mal, é assim que vai morrer. 6Elas têm o poder de fechar o céu, de modo que não caia chuva alguma enquanto durar a sua missão profética. Elas têm também o poder de transformar as águas em sangue. E quantas vezes elas quiserem, podem ferir a terra com todo o tipo de praga. 7Quando elas terminarem o seu testemunho, a besta que sobe do Abismo vai combater contra elas, vai vencê-las e matá-las. 8E os cadáveres das duas testemunhas vão ficar expostos na praça da grande cidade, que se chama, simbolicamente, Sodoma e Egito, e na qual foi crucificado também o Senhor delas. 9Gente de todos os povos, raças, línguas e nações, verão seus cadáveres durante três dias e meio, e não deixarão que os corpos sejam sepultados. 10Os habitantes da terra farão festa pela morte das testemunhas; felicitar-se-ão e trocarão presentes, pois estes dois profetas estavam incomodando os habitantes da terra. 11Depois dos três dias e meio, um sopro de vida veio de Deus, penetrou nos dois profetas e eles ficaram de pé. Todos aqueles que os contemplavam, ficaram com muito medo. 12Ouvi então uma voz forte vinda do céu e chamando os dois: “Subi para aqui!” Eles subiram ao céu, na nuvem, enquanto os inimigos ficaram olhando. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 143)


— Bendito seja o Senhor, meu rochedo!
— Bendito seja o Senhor, meu rochedo!

— Bendito seja o Senhor, meu rochedo, que adestrou minhas mãos para a luta, e os meus dedos treinou para a guerra!
— Ele é meu amor, meu refúgio, libertador, fortaleza e abrigo; é meu escudo: é nele que espero, ele submete as nações a meus pés.
— Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos, nas dez cordas da harpa louvar-vos, a vós que dais a vitória aos reis e salvais vosso servo Davi.

Evangelho (Lucas 20,27-40)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27aproximaram-se de Jesus alguns saduceus, que negam a ressurreição, 28e lhe perguntaram: “Mestre, Moisés deixou-nos escrito: se alguém tiver um irmão casado e este morrer sem filhos, deve casar-se com a viúva a fim de garantir a descendência para o seu irmão. 29Ora, havia sete irmãos. O primeiro casou e morreu, sem deixar filhos. 30Também o segundo 31e o terceiro se casaram com a viúva. E assim os sete: todos morreram sem deixar filhos. 32Por fim, morreu também a mulher. 33Na ressurreição, ela será esposa de quem? Todos os sete estiveram casados com ela”. 
34Jesus respondeu aos saduceus: “Nesta vida, os homens e as mulheres casam-se, 35mas os que forem julgados dignos da ressurreição dos mortos e de participar da vida futura, nem eles se casam nem elas se dão em casamento; 36e já não poderão morrer, pois serão iguais aos anjos, serão filhos de Deus, porque ressuscitaram. 
37Que os mortos ressuscitam, Moisés também o indicou na passagem da sarça, quando chama o Senhor ‘o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó’. 38Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos, pois todos vivem para ele”. 39Alguns doutores da Lei disseram a Jesus: “Mestre, tu falaste muito bem”. 40E ninguém mais tinha coragem de perguntar coisa alguma a Jesus. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Arcebispo recebe medalha ao mérito policial Luiz Gonzaga

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, recebeu nesta sexta-feira (23), a medalha ao mérito policial Luiz Gonzaga. A comenda foi concedida pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte, em razão da comemoração dos 178 anos de criação da Força Armada Estadual, aos membros da Polícia Militar, Forças Armadas, e aos cidadãos que se distinguiram por serviços prestados à corporação ou à Segurança Pública Potiguar, seja no campo militar, científico, social ou econômico. Dom Jaime recebeu a medalha das mãos da governadora do estado, Rosalba Ciarlini. Além do arcebispo de Natal, outras 29 autoridades foram agraciadas com a comenda. A solenidade foi realizada no auditório Morton Mariz, no Centro de Convenções de Natal.
Foto: Luiza Gualberto
Em seu discurso, Rosalba Ciarlini destacou o governo arquidiocesano de Dom Jaime, lembrando do importante papel da Igreja Católica para a sociedade. “Precisamos da benção do Bom Pastor, Dom Jaime, nosso arcebispo, para que assim, possamos seguir no rumo certo para melhorar o nosso Estado”, ressaltou a governadora.

Além da medalha, a PM entregou o Diploma Amigo da Polícia, a pessoas que colaboraram para o bom desempenho das atividades policiais militares, de forma direta ou indireta.

Da Arquidiocese de Natal

Santo do dia - 23 de novembro

São Clemente I

Com grande alegria e veneração lembramos a vida do terceiro Papa que governou, no primeiro século, a Igreja Romana. São Clemente I assumiu a Cátedra de Pedro, depois de Lino, Anacleto e com muito empenho regeu a Igreja de Roma dos anos 88 até 97.

Sobressai no seu pontificado um documento de primeira grandeza, fundamental a favor do primado universal do Bispo de Roma: a carta aos Coríntios, escrita no ano de 96.

Perturbada por agitadores presumidos e invejosos, a comunidade cristã de Corinto ameaçava desagregação e ruptura.

São Clemente escreve-lhe então uma extensa carta de orientação e pacificação, repassada de energia persuasiva, recomendando humildade, paz e obediência à hierarquia eclesiástica já então definida nos seus diversos graus: Bispos, Presbíteros e Diáconos.

Esta sua intervenção mostra que Clemente, para além de Bispo de Roma, sentia-se responsável e com autoridade sobre as outras Igrejas.

E saliente-se que, nessa altura, vivia ainda o Apóstolo São João, o que nos permite concluir que o Primado não foi de modo algum uma ideia meramente nascida de circunstâncias favoráveis, mas uma convicção clara logo desde o início. Se assim não fosse, nunca São Clemente teria ousado meter-se onde, por hipótese, não era chamado.

João, como Apóstolo de Cristo, era sem dúvida uma figura venerável. Mas era ao Bispo de Roma, como sucessor de São Pedro, que competia o governo da cristandade.

Uma tradição, que remonta ao fim do século IV, afirma que São Clemente terminou sua vida com o martírio. Seu nome ficou incluído no Cânon Romano da Missa. 

São Clemente I, rogai por nós!

Liturgia diária - 23 de novembro - Sexta-feira

Primeira leitura (Apocalipse 10, 8-11)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

8Aquela mesma voz do céu, que eu, João, já tinha ouvido, tornou a falar comigo: “Vai. Pega o livrinho aberto da mão do anjo que está de pé sobre o mar e a terra”. 9Eu fui até o anjo e pedi que me entregasse o livrinho. Ele me falou: “Pega e come. Será amargo no estômago, mas na tua boca, será doce como mel”. 10Peguei da mão do anjo o livrinho e comi-o. Na boca era doce como mel, mas quando o engoli, meu estômago tornou-se amargo. 11Então ele me disse: “Deves profetizar ainda contra outros povos e nações, línguas e reis”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 118)


— Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!
— Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!

— Seguindo vossa lei me rejubilo muito mais do que em todas as riquezas. 
— Minha alegria é a vossa Aliança, meus conselheiros são os vossos mandamentos. 
— A lei de vossa boca, para mim, vale mais do que milhões em ouro e prata. 
— Como é doce ao paladar vossa palavra, muito mais doce do que o mel na minha boca!
— Vossa palavra é minha herança para sempre, porque é ela que me alegra o coração!
— Abro a boca e aspiro largamente, pois estou ávido de vossos mandamentos.

Evangelho (Lucas 19,45-48)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 45Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. 46E disse: “Está escrito: ‘Minha casa será casa de oração’. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões”. 47Jesus ensinava todos os dias no Templo. Os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os notáveis do povo procuravam modo de matá-lo. 48Mas não sabiam o que fazer, porque o povo todo ficava fascinado quando ouvia Jesus falar. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Santo do dia - 22 de novembro

Santa Cecília

Hoje celebramos a santidade da virgem que foi exaltada como exemplo perfeitíssimo de mulher cristã, pois em tudo glorificou a Jesus. Santa Cecília é uma das mártires mais veneradas durante a Idade Média, tanto que uma basílica foi construída em sua honra no século V. Embora se trate da mesma pessoa, na prática fala-se de duas santas Cecílias: a da história e a da lenda. A Cecília histórica é uma senhora romana que deu uma casa e um terreno aos cristãos dos primeiros séculos. A casa transformou-se em igreja, que se chamou mais tarde Santa Cecília no Trastévere; o terreno tornou-se cemitério de São Calisto, onde foi enterrada a doadora, perto da cripta fúnebre dos Papas. 

No século VI, quando os peregrinos começaram a perguntar quem era essa Cecília cujo túmulo e cuja inscrição se encontravam em tão honrosa companhia, para satisfazer a curiosidade deles, foi então publicada uma Paixão, que deu origem à Cecília lendária; esta foi sem demora colocada na categoria das mártires mais ilustres. Segundo o relato da sua PaixãoCecília fora uma bela cristã da mais alta nobreza romana que, segundo o costume, foi prometida pelos pais em casamento a um nobre jovem chamado Valeriano. Aconteceu que, no dia das núpcias, a jovem noiva, em meio aos hinos de pureza que cantava no íntimo do coração, partilhou com o marido o fato de ter consagrado sua virgindade a Cristo e que um anjo guardava sua decisão.

Valeriano, que até então era pagão, a respeitou, mas disse que somente acreditaria se contemplasse o anjo. Desse desafio ela conseguiu a conversão do esposo que foi apresentado ao Papa Urbano, sendo então preparado e batizado, juntamente com um irmão de sangue de nome Tibúrcio. Depois de batizado, o jovem, agora cristão, contemplou o anjo, que possuía duas coroas (símbolo do martírio) nas mãos. Esse ser celeste colocou uma coroa sobre a cabeça de Cecília e outra sobre a de Valeriano, o que significava um sinal, pois primeiro morreu Valeriano e seu irmão por causa da fé abraçada e logo depois Santa Cecília sofreu o martírio, após ter sido presa ao sepultar Valeriano e Tibúrcio na sua vila da Via Ápia. 

Colocada diante da alternativa de fazer sacrifícios aos deuses ou morrer, escolheu a morte. Ao prefeito Almáquio, que tinha sobre ela direito de vida ou de morte, ela respondeu: "É falso, porque podes dar-me a morte, mas não me podes dar a vida". Almáquio condenou-a a morrer asfixiada; como ela sobreviveu a esse suplício, mandou que lhe decapitassem a cabeça. 

Nas Atas de Santa Cecília lê-se esta frase: "Enquanto ressoavam os concertos profanos das suas núpcias, Cecília cantava no seu coração um hino de amor a Jesus, seu verdadeiro Esposo". Essas palavras, lidas um tanto por alto, fizeram acreditar no talento musical de Santa Cecília e valeram-lhe o ser padroeira dos músicos. Hoje essa grande mártir e padroeira dos músicos canta louvores ao Senhor no céu.

Santa Cecília, rogai por nós!

Liturgia diária - 22 de novembro - Quinta-feira

Primeira leitura (Apocalipse 5,1-10)


Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Eu, João, 1vi um livro na mão direita daquele que estava sentado no trono. Era um rolo escrito por dentro e por fora, e estava lacrado com sete selos. 2Vi então um anjo forte, que proclamava em voz alta: “Quem é digno de romper os selos e abrir o livro?” 3Ninguém no céu nem na terra nem debaixo da terra era digno de abrir o livro ou de ler o que nele estava escrito. 4Eu chorava muito, porque ninguém foi considerado digno de abrir ou de ler o livro. 5Um dos anciãos me consolou: “Não chores! Eis que o Leão da tribo de Judá, o Rebento de Davi, saiu vencedor. Ele pode romper os selos e abrir o livro”. 6De fato, vi um Cordeiro. Estava no centro do trono e dos quatro Seres vivos, no meio dos Anciãos. Estava de pé como que imolado. O Cordeiro tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus, enviados por toda a terra. 7Então, o Cordeiro veio receber o livro da mão direita daquele que está sentado no trono. 8Quando ele recebeu o livro, os quatro Seres vivos e os vinte e quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Todos tinham harpas e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. 9E entoaram um cântico novo: “Tu és digno de receber o livro e abrir seus selos, porque foste imolado, e com teu sangue adquiriste para Deus homens de toda a tribo, língua, povo e nação. 10Deles fizeste para o nosso Deus um reino de sacerdotes. E eles reinarão sobre a terra”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 149)


— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.
— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis. 

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!
— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes. 
— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Lucas 19,41-44)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 41quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: 42“Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! 43Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. 44Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.